Programação
O homem moderno e a possessão pela Anima

Com Marcelo Jordão
7 de julho de 2015, terça-feira, 19h30 a 21h30


A anima, termo cunhado por Jung para denominar a contrapartida feminina de cada homem, pode, de modo positivo, inspirar e intermediar o contato com os conteúdos inconscientes, mas, na sua vertente negativa, pode limitar o homem, como uma mãe castradora ou uma mulher autoritária e possessiva.

A influência excessiva da anima provoca inexplicáveis e repentinas variações de humor, falta de assertividade e de objetividade, além de temor diante dos desafios e incertezas da vida.

Essa palestra apresenta algumas possibilidades para o homem moderno recuperar o equilíbrio, na visão da Psicologia Junguiana, além de discutir sobre os perigos da identificação excessiva com a anima.



 

 



 

Docente
Marcelo Jordão, Engenheiro de Materiais pela Universidade Mackenzie, Mestre em Ensino de Ciências pela USP e pós-graduando em Terapia Jungiana pelo IJEP (Instituto Junguiano de Ensino e Pesquisa) - FACIS. Iniciou sua carreira como professor de Química para o ensino médio. É autor de livros didáticos e paradidáticos de ciências. Atuou em diversos cargos corporativos nas áreas de engenharia, vendas e marketing. Estuda Terapia Junguiana há 15 anos e desde d e 2010 trabalha exclusivamente como psicoterapeuta.