• Home
  • Programação
  • Desafios Psicológicos do Mundo do Trabalho na Segunda Metade da Vida
Programação
Desafios Psicológicos do Mundo do Trabalho na Segunda Metade da Vida

Com Marcelo Jordão
12 de setembro a 3 de outubro, segundas-feiras, das 19h30 às 21h30


É normalmente esperado de um jovem, em sua primeira metade da vida, que ele se envolva com suas obrigações sociais e que conquiste posição e recompensa financeira. Um jovem que queira evitar esse envolvimento com a sociedade pode estar evitando crescer e apresentar diversos níveis de ansiedade por medo de enfrentar o mundo e competir.

Da mesma maneira, espera-se que na segunda metade da vida (que começa por volta dos 35 anos de idade) a pessoa seja psicologicamente madura para buscar uma nova atitude na sua atuação profissional, envolvendo também seu sistema de valores.

Jung dizia que a primeira fase da vida está normalmente voltada para o mundo da mesma forma que a segunda metade da vida está voltada para dentro, para a busca espiritual.

Nossa sociedade, no entanto, promove e valoriza a ideia de que não há limites para o desenvolvimento profissional e econômico.

Isso coloca as pessoas sob a imensa pressão de um “eterno desenvolvimento profissional”, trabalhando sempre para “renovar a si mesmos” ou “manter-se sempre criativos” ou, ainda, tentando resgatar a mesma força de vontade e determinação de quando iniciaram suas carreiras.

Além da pressão psicológica interior que pede uma mudança geral da postura, no sentido de se promover objetivos menos materialistas e mais espirituais (como a reflexão sobre o sentido da vida ou sobre a missão individual), essas pessoas ainda enfrentam a pressão de concorrerem com jovens que estão mais adequados psicologicamente (já que estão na primeira metade da vida) e que possuem à disposição toda a vitalidade em suas mãos para a performance profissional. Todo esse contexto de pressões internas e externas pode resultar em altos níveis de ansiedade e de depressão.

Nesse curso, voltado ao público leigo em psicologia e recomendado para pessoas com 35 anos ou mais de idade, busca-se fornecer a visão da psicologia analítica sobre os desafios profissionais e sobre como reavaliar nossas atitudes a partir da segunda metade da vida. Discutiremos também, a partir de casos de terapia, algumas alternativas para o desenvolvimento pessoal e psicológico nessa desafiadora, porém igualmente fascinante, fase da vida.



 

 



Docente

Marcelo Jordão, Engenheiro de Materiais (Mackenzie), Mestre em Ensino de Ciências (USP), certificado em Psychological First Aid (Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health) e pós-graduado em Terapia Jungiana pelo IJEP (Instituto Junguiano de Ensino e Pesquisa). Atuou como professor de Química para o Ensino Médio, autor de livros de ciências didáticos e paradidáticos, também ocupou diversos cargos corporativos nas áreas de engenharia, vendas e marketing.Estuda Terapia Junguiana há mais de 15 anos e desde de 2010 trabalha exclusivamente como psicoterapeuta.