Programação
Chopin - O piano iluminado

Com Lidia Bazarian
7 a 28 de novembro de 2017, terças-feiras, das 19h às 21h30


“A intensidade do detalhe e a maestria da forma polifônica não possuem paralelos em sua própria época, e tornam a sua obra, apesar de sua imensa popularidade, a realização mais particular e esotérica do período”. Charles Rosen

O compositor tema de nosso curso é Frédéric Chopin, virtuose polonês que vai para Paris aos 21 anos levando em sua bagagem nada menos que os doze Estudos opus 10.

Refinada sensibilidade melódica, espantosas ousadias harmônicas e virtuosidade exuberante, reunidas em um improvisador de inventividade inesgotável, transfiguraram completamente o seu meio essencial de expressão: o piano.

O século XIX mergulha no Romantismo com Chopin, através de suas Valsas e Noturnos. As Mazurcas e Polonaises resgatam as memórias de sua origem; e os Scherzos e Baladas estão entre suas criações mais pessoais e confessionais.

O convívio diário com o Cravo Bem Temperado de Bach emerge no rigor de sua escrita, no domínio técnico da polifonia e do contraponto presentes em todas as suas composições; e transbordam nos ciclos dos Prelúdios, Estudos e Sonatas.

Em quatro aulas estaremos mais próximos de suas obras, ouvindo, assistindo, analisando e percebendo sua enorme influência nas obras de compositores como Liszt, Wagner, Debussy e Scriabin. Abordaremos sua vida, o momento histórico, sua personalidade ambígua; sua força e fragilidade.

Estaremos mais íntimos também desse universo tão particularmente rico de sonoridades e timbres, veículo de emoções tão intensas: o piano.



 

 



Docente

Lídia Bazarian, Graduou-se pela Universidade de São Paulo (USP) e fez especialização em piano na École Normale de Musique de Paris. Realizou turnês pelo Brasil, Estados Unidos, Europa e Japão, apresentando-se como solista, em duos e como pianista de grupos de câmara, como o Grupo Novo Horizonte, a Camerata Aberta (prêmio APCA 2010 e Prêmio Bravo! 2012) e o grupo Sonâncias. Desenvolve intensa atividade artística como solista e camerista, especialmente ligada à música dos séculos XX e XXI, com estreias e gravações de inúmeras obras contemporâneas nacionais e estrangeiras. Dentre os CDs gravados destacam-se: "Paisagem Brasileira" (Meridien Records), "Trópico das Repetições" (selo SESC), "Música de Câmara Brasileira" (selo LAMI), "ResSonâncias" (selo LAMI), "Espelho d’Água" (Selo SESC), "Fragmentos de um Inverno Solar" como integrante do Trio Tokeshi Rosas Bazarian e "Imaginário" (selo LAMI) - seu primeiro disco solo - indicado ao Prêmio Bravo! 2012 de melhor CD de música erudita.