Em tempos de polarização, como podemos fazer frente aos discursos de ódio? Como superar as barreiras ideológicas, que tem dividido núcleos
familiares, amigos e comunidades? Como evitar a violência endêmica? Como alterar regimes econômicos agressivos ao planeta? Como conter intolerâncias? Há quase vinte anos Lia Diskin e Laura Roizman propuseram, já na primeira edição (2002), um verdadeiro movimento de distensão, com base nos seis pilares da cultura de paz apontados pelo Manifesto 2000 da UNESCO: respeitar a vida, rejeitar a violência, ser generoso, ouvir para compreender, preservar o planeta e redescobrir a solidariedade.

Por meio de uma linguagem simples e propositiva, elas resgataram valores como: a empatia, a solidariedade, a generosidade e a cooperação, que levam a soluções transformadoras rumo a um mundo mais justo e menos violento.

O LIVRO
A primeira parte aborda temas inquietantes da humanidade como crise ecológica, desigualdades sociais, intolerância, direitos das minorias, violência, racismo, autoritarismo e desigualdade de gênero. Na segunda parte, as autoras convidam um leitor protagonista a realizar atividades interativas, que possibilitam o afloramento de seus potenciais criativos no sentido de descobrir-se como um verdadeiro agente da paz.

UM (GRANDE) RESULTADO
Desde a primeira edição, amplamente distribuída pelo Brasil em meio a programas da UNESCO voltados à inclusão social e à cultura de paz, essa verdadeira transformação virtuosa vem se disseminando rapidamente. Por sua praticidade, esse livro pode ser utilizado não apenas em escolas, mas também em centros comunitários, universidades, empresas, organizações esportivas e em diferentes instituições da sociedade civil. Dessa forma, são materializadas as artes da convivência por meio de ações concretas como o exercício da democracia, a resolução pacífica de conflitos, a solidariedade, a não violência e a ética ecológica. Em um período marcado por crises ambientais e por injustiças sociais, essa é uma contribuição fundamental para alcançarmos as metas globais da UNESCO, voltadas à sustentabilidade e à cultura de paz.

Clique aqui para baixar a cartilha gratuitamente.